DEPOIMENTOS

(...) Meu nome é  Joana Martins Poletto,sou do interior do estado e sempre estudei em escola pública. Na primeira vez que tentei vestibular ,não passei na UFES por 2 pontos,então, vendo que havia chegado perto da aprovação,resolvi ir pra Vitória fazer cursinho.  Nesse momento, logo conheci o CPQ. E foi a melhor coisa que me aconteceu. Tinha muita dificuldade em química devido à falhas na educação  da escola que eu havia acabado de me formar. Então,o CPQ apareceu como algo imprescindível. Me matriculei e amei os professores, sempre muito atenciosos e dispostos a ajudar. E no final do ano veio o resultado...consegui o PRIMEIRO LUGAR entre todas as escolas públicas e QUARTO LUGAR GERAL na UFES. Além da aprovação tão sonhada na UFMG. Hoje agradeço imensamente a todos do CPQ! Muito obrigada!!! (...)

(...) Olá! Sou Larissa Sant'Ana, esse ano conquistei um dos meus maiores objetivos, que foi passar em medicina! Mas para isso foi preciso bastante dedicação. Bom, na verdade, há dois anos atrás, eu queria mesmo era passar pra engenharia civil, mas na metade do terceiro ano, percebi que não era bem isso que queria, apesar de gostar da área de exatas, procurava algo mais humano com que eu pudesse trabalhar na profissão, foi então que escolhi medicina! Até aí, perdi metade do ano estudando discursiva de exatas, então nesse ano foquei mais no ENEM, pois não estava preparada para a discursiva de biomédicas. Não passei. No próximo ano, meu primeiro de pré vest, resolvi focar na discursiva, mas sem deixar de lado as outras matérias, mesmo com o objetivo mais nas faculdades federais, não foquei na faculdade, mas sim em estudar para o vestibular de medicina. Já tinha ouvido falar do CPQ por colegas que tinham feito, ainda bem, porque foi o que me salvou em química, fiz o CPQ total primeiro, para ter uma boa base e no segundo semestre fiz o CPQ Avançado! Esse ano de pré foi super importante, amadureci e aprendi muito mais. No meio do ano passei na UVV, fiquei muito feliz por saber que estava no caminho certo, mas continuei no pré, pois queria UFES ou SISU. No final do ano, passei na MULTIVIX, depois veio EMESCAM, estava super feliz! Até então estudaria na EMESCAM. Aí chegou o SISU, não passei! Só faltava a UFES... E quando saiu o resultado não estava acreditando, eu PASSEI!!! É nessa hora que você vê que valeu a pena todo o esforço, os finais de semana de que abriu mão e tudo mais que nesses anos colocou em segundo plano para estudar! (...)

(...) Me chamo Luana Bridi Pivatto, 22 anos, atualmente cursando o 9o período de Medicina da UFES. Estudei no Darwin na época em que tentei o vestibular e tive o prazer de participar da primeira turma do CPQ! Foi um curso de fundamental importância para o aperfeiçoamento da química já aprendida em sala e também para testar questões discursivas que são de grande valia na segunda fase das provas de medicina. Quando me perguntavam sobre qual curso de química valia a pena fazer, eu dizia sem hesitar: "o CPQ!", já que era um curso completo, onde os professores tiravam rapidamente as dúvidas, além de terem um método bastante eficaz para o ensino da química. A UFES era o grande sonho na época, mas parecia tão distante com aquela concorrência enorme... Já havia me matriculado na Multivix e sido chamada na Emescam, até que saiu o resultado tão esperado (e dando um susto por ter saído uma semana antes do previsto) e lá estava meu nome na lista de aprovados. Nem preciso dizer o tamanho da felicidade naquela hora! É por esse momento e por todos os outros que vivi/vivo no curso que escolhi, que vale a pena tentar, dedicar-se e persistir o quanto for necessário. O curso de Medicina é maravilhoso! Espero que vocês possam ter essa persistência e alcançar todos os objetivos desejados. Aprendam muito com essas professores excelentes que me ajudaram muito a chegar onde estou. (...)

(...) Meu nome é Tammer Ferreira Zogheib comecei minha trajetória no 3º ano sempre focado no meu sonho: fazer medicina em uma federal. Infelizmente, não consegui passar nos primeiros vestibulares que tentei apesar de ter ficado perto da vaga. Claro que dá um desânimo, mas a ajuda da família, amigos e professores foram essenciais. Fui para o pré vestibular, em 2014, com uma coisa na minha cabeça: este seria meu ano. E foi! Fui aprovado na Emescam duas vezes, UVV, UFJF, UFMG e, por fim, na UFES, minha segunda casa até hoje. Quando olho para trás agradeço cada pessoa que passou no meu caminho e três delas foram meus professores do CPQ. Fiz o curso por 1 ano e meio, algo que foi de fundamental importância para as provas de Química e para meu lado pessoal. Cada palavra, cada brincadeira, cada aula ministrada pelos professores do curso me incentivavam demais. Foram pessoas que acreditaram em mim e fizeram eu acreditar também. Sou muito grato ao curso CPQ e a esses grandes mestres! (...)

(...) Meu nome é Natália Lima Giacomin tenho 18 anos, sou de Aracruz e desde que me entendo por gente meu sonho é fazer Medicina e ajudar as pessoas. Sempre soube que precisaria me esforçar muito para isso. Meus pais me apoiaram e me mudei para Vitória ainda no 3° ano. Não tinha uma boa base em algumas matérias essenciais, (bio e quim.)  para o curso. Me matriculei no CPQ e com ajuda dos mestres (Wézeron, Mauro e Cléverson) consegui ter domínio e segurança do conteúdo exigido nos vests. E graças a Deus, a todo o esforço e ao CPQ passei em 12° na UFES!!! Obrigada mestres, por acreditarem e fazerem parte desse sonho! (...)

(...) Meu nome é Lara Hermisdorf e desde criança eu já sabia que eu queria medicina, por isso, no meu terceiro ano, eu já tinha certeza do que eu queria, o que ajudou a estabelecer uma rotina de estudos. Meu terceiro ano foi um pouco conturbado, no final, acabou que eu fiz apenas o ENEM, não prestei mais nenhum vestibular. Resolvi fazer 1 ano de pré, determinada a me dedicar mais, passei a ficar na escola até de tarde e com isso consegui passar na Multivix e na EMESCAM, cheguei a me matricular em ambas, mas, no final concluímos que as mensalidades eram muito altas.

Entrei no pré outra vez, totalmente decepcionada, não havia passado na UFES por 0.94, o que acabou me motivando a estudar ainda mais. Entrei no CPQ , o que foi maravilhoso pra mim, que sempre tive mais dificuldade em química. Além do curso em si já ser ótimo, os professores super dispostos a tirar dúvidas e a nos motivar foram fundamentais. No final do ano o resultado de tanto esforço veio, passei na Multivix em 1º lugar, na EMESCAM, na UFRJ, e finalmente na UFES que era o objetivo principal haha. Agradeço a todos os professores do CPQ, que com certeza foram parte importantíssima da minha aprovação. (...)

(...) Meu nome é Kamilla Lacchine tenho 18 anos e passei nesse último vestibular de medicina da UFES. Foi minha segunda tentativa, no meu terceiro ano eu não tinha conseguido por 0,22. Na época, fiquei bem chateada, mas com a pontuação consegui uma bolsa no cursinho e decidi tentar de novo. No primeiro semestre de 2015 alcancei o primeiro lugar na UVV e o terceiro na EMESCAM, mas nem me matriculei por questão financeira. Continuei estudando, fiz CPQ no segundo semestre e, no fim do ano, fui mais uma vez aprovada na EMESCAM em segundo lugar. Também fiz um ENEM melhor e passei pelo SISU na UFJF de Governador Valadares. Agora comemoro a aprovação tão sonhada na UFES!!!  (...)

(...) Meu nome é Alexandre Amaral Musso, tenho 21 anos e atualmente estou cursando o segundo ano de Medicina na UFES. Comecei a perseguir o meu sonho em 2012: ser aprovado em medicina em uma boa universidade federal. Em 2013 resolvi entrar no CPQ para melhorar minhas habilidades em química e aumentar minhas chances no vestibular. Porém, décimos me separaram do meu objetivo. Em 2014 continuei minha caminhada e não abri mão do CPQ, muito menos do meu sonho. Foi o melhor ano da minha vida. Aprendizados que levarei para sempre. Agradeci a Deus por não ter passado antes e me ter permitido viver o ano de 2014, que foi muito importante para definir quem eu sou hoje. Dentro do CPQ, percebi que na verdade eu apenas entendia química, desde então, esses verdadeiros mestres começaram a me fazer saber a química em sua essência. Pensar, questionar, aprofundar. Estava criando um diferencial, o que é vital em um concurso em que a concorrência chega a 40, 50, 60 ou até mais por uma vaga. Diante disso, uma das muitas lições que aprendi nesses anos é que se queremos estar onde a minoria está, a última coisa que devemos fazer é o que a maioria faz. Então, mesmo dentro do CPQ, procurei absorver o máximo do que esse curso excepcional tinha para me proporcionar. No final de tudo isso, com a providencial ajuda desses brilhantes profissionais, em 2014 fui aprovado na EMESCAM, UVV, UFF, UFMG e na UFES, onde consegui alcançar a pontuação máxima na prova de química. O conselho que deixo para vocês, é que jamais desistam dos seus sonhos. Muito menos desistam sem ao menos tentar de novo. O que você está perseguindo é algo grande. Algo que vai mudar a sua vida para sempre. E não vai ser com pouco esforço que você vai conseguir. Lembre-se: fazer a diferença é primordial. E sem dúvida, o CPQ é capaz de te proporcionar um diferencial no aprendizado da química. (...)

(...) Olá, me chamo Larissa Dutra e tenho 19 anos. Comecei a fazer o CPQ no segundo semestre de 2013 quando ainda cursava o terceiro ano do ensino médio. Durante os dois anos que fiquei no pré vestibular muitas propostas de cursos extras de química me apareceram, mas minha confiança sempre esteve no CPQ, onde tinha todo apoio dos Meus queridos professores, (aliás ainda tenho esse apoio), portanto, permaneci no curso, lutei, tive dúvidas e todas foram tiradas. Hoje posso dizer obrigada, passei em medicina na Faculdade Multivix, onde sempre quis estar. Valeu a pena, e digo, se não tivesse dado certo esse ano, faria CPQ de novo, porque foi onde aprendi toda química que sei. (...)

(...) Meu nome é Luiz Felipe Louzada Farias, curso medicina na EMESCAM. Fiz o CPQ em 2012/2, quando percebi minha dificuldade em aprender química. Desde o início fui muito bem acolhido pelos professores que sempre se preocuparam com minha autoestima, incentivando-me para ir ao encontro de meu objetivo. Meu foco sempre foi passar em medicina na Emescam. Atingi meu objetivo no vestibular de 2014/2, passando em 13º lugar. O curso foi fundamental para a conquista da minha tão sonhada vaga e, além de ótimos professores, fiz na família CPQ grandes amigos. Obrigado Wézeron, Mauro e Cleverson por serem peça fundamental e por todos conselhos. (...)

(...) 2015 não poderia terminar melhor após 9 meses de muita luta para alcançar um objetivo que deixei pra trás há 2 anos. Meu nome é Daniella Lopes Moraes, sou graduada em enfermagem pela EMESCAM. Formei na faculdade com 21 anos em 2010. No ano de 2012 escolhi estudar para o vestibular, da tão sonhada por muitos, medicina. Em fevereiro tive contato com os professores Mauro, Wezeron e Cleverson pela primeira vez que recentemente haviam iniciado o Curso Progressivo de Química. Sem muita base e por motivos maiores eu desisti de tudo logo no início. Voltei ao trabalho e em 2015 um mar de arrependimento tomava conta de mim por ter desistido de algo sem tentar. Foi quando larguei meu emprego e escolhi a dedo professores capacitados para me passar todo ensinamento necessário para o vestibular. Porém me deparei com mais que isso, encontrei no curso professores amigos que me passaram muito mais do que eu necessitava. Me passaram confiança, estímulo diário e muita coragem para não desistir novamente. Fizeram eu me sentir capaz de alcançar esse objetivo mesmo com tantas dificuldades devido ao longo tempo fora da escola (9anos). Atenderam TODAS minhas duvidas (e não foram poucas) me deixando de fato esperançosa para uma vitória em tão pouco tempo. E não podia ser diferente, foquei nos vestibulares que eu mais queria MULTIVIX e EMESCAM, e em tão pouco tempo alcancei minha vitória, minha aprovação em medicina na MULTIVIX. Sou e serei eternamente grata a toda paciência e carinho de todos vocês! Não existe equipe, digo, família melhor do que a família CPQ. Mais uma vez, obrigada! E se não fosse agora em 2016, eu faria tudo novamente para 2017, graças a vocês! (...)

 

 

... envie também a sua história!